Fórum Sexualidade
Olá, Convidado, seja bem-vindo ao Fórum Sexualidade.

Aqui você terá espaço para falar sobre diversos temas da sexualidade humana sem tabus, podendo compartilhar e aprender com todos os outros membros.

Além disso, você encontrará diversas discussões e informações sobre os mais variados temas da atualidade.

Somente membros podem visualizar alguns assuntos, portanto, não perca tempo e cadastre-se, participe das discussões.

Este fórum é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox 3.6 com a resolução de tela 1024 x 600 ou superior.

Divulgue-nos também.
Atenciosamente,

Equipe do Fórum Sexualidade.

Conectar-se

Esqueci minha senha

Painel do Usuário
Convidado


PAINEL DE USUÁRIO




MENSAGENS PRIVADAS
Últimos assuntos
» Site que envolve arte e sexo
Qui 30 Jul 2015, 08:42 por strubloid

» Arte mais sexo
Qui 30 Jul 2015, 08:40 por strubloid

» Sou doente ou ele já não me quer?
Ter 14 Jul 2015, 09:22 por rqhb

» Mulheres mais velhas gostam mais de sexo do que as mais novas, diz estudo
Sex 24 Abr 2015, 20:08 por Elisa Margotte

» Seguro de mais a ejaculação e acabo não gozando!
Dom 22 Fev 2015, 03:45 por Magusto

» Pílula
Qui 05 Fev 2015, 19:21 por Sofia Matias

» Mostrar o corpo na webcam para ganhar um Dinheiro Extra
Qua 28 Jan 2015, 12:20 por PixudoTesudo

» Preocupação dupla...
Qui 27 Nov 2014, 15:57 por Victor13

» Daniel Denardi, ao seu dispor
Qui 02 Out 2014, 20:56 por dandenardi

Votação

O que pensa sobre aborto:

27% 27% [ 12 ]
11% 11% [ 5 ]
11% 11% [ 5 ]
50% 50% [ 22 ]

Total dos votos : 44

Novidades do Blog
Veja também
Formspring.me

OrkutTwitter

Cantinho da Éris
Visitas

PageRank
Donde vêm

Fidel assume responsabilidade por perseguição de homossexuais

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Fidel assume responsabilidade por perseguição de homossexuais

Mensagem por Carlos em Ter 31 Ago 2010, 18:48

O ex-presidente cubano Fidel Castro admitiu ser o “responsável último” pela discriminação que o seu governo dirigiu há quase cinco décadas contra os homossexuais em Cuba, numa entrevista publicada hoje pelo jornal mexicano La Jornada.
Na entrevista concedida em exclusivo ao jornal mexicano, Fidel Castro assume a culpa pela discriminação e marginalização de que foram alvos os homossexuais após a revolução cubana, altura em que foram acusados de serem "contrarrevolucionários" e obrigados a trabalhos forçados.
O antigo chefe de Estado cubano lamentou não ter prestado "atenção suficiente" a uma perseguição que ocorreu em momentos de "grande injustiça" e de não ter corrigido essa situação.
"Se alguém é responsável, esse sou eu. Está certo que, naquele momento, não tinha como me ocupar do assunto", afirmou o ex-presidente cubano, garantindo que pessoalmente não tem preconceitos contra os homossexuais.
O líder cubano, que depois de governar 48 anos delegou o poder ao irmão Raul, em 2006, por motivos de saúde, reconheceu o impacto negativo que a marginalização homossexual teve na imagem da revolução cubana em diversos setores, sobretudo na Europa.
Na primeira entrevista que Castro concede a um jornal estrangeiro desde junho, quando reapareceu em público após uma ausência de quase quatro anos, o ex-presidente explicou que os atentados de que foi alvo nos primeiros momentos da revolução o afetaram "tremendamente" e dificultaram a tomada de decisões.
"Escapar à CIA [serviços secretos dos EUA], que comprava tantos traidores, às vezes entre a minha gente, não foi coisa fácil. Mas, enfim, se há que assumir a responsabilidade, assumo a minha. Não vou culpar os outros", frisou.
Nos anos 60 e 70, muitos homossexuais em Cuba foram exilados ou encarcerados em campos de trabalho, as chamadas Unidades Militares de Ajuda à Produção (UMAP).
No entanto, a homossexualidade em Cuba foi despenalizada nos anos 90, sendo que desde 2008 é possível beneficiar, no âmbito do sistema nacional de saúde cubano, de operações gratuitas para mudar de sexo.
Por outro lado, na mesma entrevista, Fidel Castro também denuncia a continuação do embargo imposto pelos Estados Unidos contra Cuba em 1962, salientando que este "está em vigor mais do que nunca".
Na primeira parte da entrevista, que foi divulgada na segunda feira, Fidel Castro também abordou o tema sensível da sua doença: "Cheguei a morrer, mas ressuscitei num mundo de loucos."
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Nós oferecemos vários serviços aos membros que participam ativamente, [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]!
avatar
Carlos
Diplomata
Diplomata

Masculino Aquário Cabra
Primaveras Primaveras : 37
Mensagens Mensagens : 252

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum