Fórum Sexualidade
Olá, Convidado, seja bem-vindo ao Fórum Sexualidade.

Aqui você terá espaço para falar sobre diversos temas da sexualidade humana sem tabus, podendo compartilhar e aprender com todos os outros membros.

Além disso, você encontrará diversas discussões e informações sobre os mais variados temas da atualidade.

Somente membros podem visualizar alguns assuntos, portanto, não perca tempo e cadastre-se, participe das discussões.

Este fórum é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox 3.6 com a resolução de tela 1024 x 600 ou superior.

Divulgue-nos também.
Atenciosamente,

Equipe do Fórum Sexualidade.

Conectar-se

Esqueci minha senha

Painel do Usuário
Convidado


PAINEL DE USUÁRIO




MENSAGENS PRIVADAS
Últimos assuntos
» Site que envolve arte e sexo
Qui 30 Jul 2015, 08:42 por strubloid

» Arte mais sexo
Qui 30 Jul 2015, 08:40 por strubloid

» Sou doente ou ele já não me quer?
Ter 14 Jul 2015, 09:22 por rqhb

» Mulheres mais velhas gostam mais de sexo do que as mais novas, diz estudo
Sex 24 Abr 2015, 20:08 por Elisa Margotte

» Seguro de mais a ejaculação e acabo não gozando!
Dom 22 Fev 2015, 03:45 por Magusto

» Pílula
Qui 05 Fev 2015, 19:21 por Sofia Matias

» Mostrar o corpo na webcam para ganhar um Dinheiro Extra
Qua 28 Jan 2015, 12:20 por PixudoTesudo

» Preocupação dupla...
Qui 27 Nov 2014, 15:57 por Victor13

» Daniel Denardi, ao seu dispor
Qui 02 Out 2014, 20:56 por dandenardi

Votação

O que pensa sobre aborto:

27% 27% [ 12 ]
11% 11% [ 5 ]
11% 11% [ 5 ]
50% 50% [ 22 ]

Total dos votos : 44

Novidades do Blog
Veja também
Formspring.me

OrkutTwitter

Cantinho da Éris
Visitas

PageRank
Donde vêm

Dicas & Curiosidades sobre o idioma português

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Dicas & Curiosidades sobre o idioma português

Mensagem por Daniela em Sex 09 Abr 2010, 16:04

Postem dicas ou curiosidades sobre nosso idioma, o português, Pt e Br.

Neologismo semântico


“Neologismo”

Beijo pouco, falo menos ainda
Mas, invento palavras
Que traduzem a ternura mais funda
E mais cotidiana
Inventei, por exemplo, o verbo teadorar
Intransitivo;
Teadoro, Teodora.


Manuel Bandeira

[justify]Enquanto falantes, não dispomos de tempo e nem priorizamos a importância de atentar-nos para o caráter dinâmico concernente à questão da linguagem. A língua caracteriza-se pela sua função social, interagindo, promovendo a troca de conhecimentos, facilitando o intercâmbio entre as diversas culturas, dentre outros fatores.

E ao nos referirmos a tal dinamismo, o mesmo está diretamente ligado às variações de registro, como é o da linguagem abreviada dos internautas, cujo emprego tornou-se cristalizado entre o vocabulário dos mesmos.

Outro exemplo são os neologismos, comumente utilizados no dia a dia, em textos jornalísticos, na música, na literatura e, sobretudo, na linguagem tecnológica. Trata-se da competência do falante em atribuir um novo conceito linguístico a um determinado elemento. De acordo com a perpetuação da referida ocorrência, este conceito passa a incorporar-se ao vocabulário de forma padronizada, vindo a compor um verbete normal, preconizado pelos dicionários.

Reportando-nos a alguns exemplos, cita-se a linguagem ligada à informática, tais como “deletar” (forma aportuguesada de delete), cuja significância refere-se ao ato de apagar, eliminar algo pertencente ao texto, e “logar” (forma aportuguesada de login ou logon), a qual denota uma configuração pessoal, como requisito primordial para se obter acesso à rede mundial de computadores.

Enfatizando o caso dos neologismos semânticos, os mesmos compõem um hábito bastante usual, cuja utilização pauta-se por atribuirmos outros conceitos a determinadas palavras, tendo em vista uma relação de significância, sem que para isso passem por nenhum processo de modificação formal. Vejamos alguns exemplos:

Sem pensar nas consequências, os moradores resolveram fazer um gato.

Concluímos, portanto, que, atribuiu-se um novo significado ao substantivo comum “gato”, aqui retratado pelo ato indevido de ligações elétricas clandestinas, sem a devida permissão oriunda do órgão competente.

Nossa! Que papelão foi aquele em não cumprimentar as pessoas!

Aqui temos um substantivo sendo atribuído a um novo significado, ou seja, à falta de cortesia concebida a uma determinada pessoa.

Por questões burocráticas, esta empresa optou por adotar um laranja como seu representante legal.

Novamente deparamos com um substantivo desviando-se de sua unidade significativa, ora representada pela conduta antiética proferida por alguém.

Por Vânia Duarte
Graduada em Letras
Equipe Brasil Escol[justify]

Fonte: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Fique por dentro das novidades do fórum em [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.].
Já pensou em ter seu próprio espaço aqui? Então crie teu [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]!
avatar
Daniela
Idealizadora
Idealizadora

Feminino Sagitário Galo
Primaveras Primaveras : 36
Mensagens Mensagens : 1099

http://cantinhodaeris.wordpress.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Dicas & Curiosidades sobre o idioma português

Mensagem por Daniela em Ter 20 Abr 2010, 13:06

Só escreve errado quem quer

Por Deonísio da Silva em 20/4/2010


A leitura é condição indispensável para escrever bem. Infelizmente, as escolas parecem ter abandonado os livros. Em muitas regiões do Brasil, inclusive em São Paulo e no Rio de Janeiro, os alunos vão passando de ano sem aprender sequer o português, língua em que todas as disciplinas são ensinadas. Então, como os professores vão ensinar as outras matérias?

Há alunos que não erram em português, como não erram em matemática, mas escrevem como certos economistas, por exemplo – alguns dos quais criticam a condução econômica do governo Lula depois de terem sido ministros de governos que permitiram taxas de inflação superiores a 80% ao mês. E agora dão consultorias sobre o que não souberam fazer. Devem confiar na lendária falta de memória do brasileiro...

A mídia, especialmente a internet, vem cumprindo funções didáticas, com ou sem professor, apresentando ferramentas que podem resolver muitos problemas de quem escreve. Dois exemplos: os dicionários Aulete Digital e Porto Editora. O primeiro pode ser baixado gratuitamente, mediante cadastramento e respectiva senha. O segundo é de consulta livre, on-line.

Tropeços com verbos e pronomes

Nas bancas, o leitor pode encontrar o Resumão, que, como o nome indica, é um resumo de diversas matérias. A coleção é editada por Barros, Fischer & Associados. O Resumão/Língua Portuguesa é publicado sob licença editorial do espólio de Eduardo Martins (1939-2008). O número 1 trata dos 150 erros mais comuns e começa assim: "Um bom texto não deve apenas ser fluente, criativo e elegante. Ele deve também respeitar as normas da língua culta. Veja a seguir uma relação de 150 dos erros mais comuns do idioma e a melhor maneira de evitá-los."

Para quem domina a norma culta do português, alguns exemplos soam simplórios, mas uma rápida consulta a jornais, revistas e portais mostra como esses tropeços são frequentes. Os exemplos de concordância são os mais notórios. Há quem diga e escreva "fazem x dias que..." e Eduardo Martins os desasna assim: "Fazer, quando exprime tempo, é impessoal (não varia: faz dez dias./ Fez dois meses./ Fazia cinco séculos."

Outros tropeços são detectados com o verbo haver. Didático, ele dá primeiro o erro – "haviam" muitos alunos – e depois explica às hortaliças: "Haver, no sentido de existir, também é invariável: Havia muitos alunos na classe./ Houve muitos acidentes./ Pode haver novos casos de dengue."

Outro terreno pantanoso é o do uso dos pronomes. Em "está tudo certo entre eu e você", Eduardo Martins explica àqueles que faltaram à aula no dia em que isso foi explicado: "Depois de preposição, usa-se mim e ou ti: `Está tudo certo entre mim e você´." Ele não dá o seguinte exemplo, mas é bom recordar: "Está tudo certo entre você e eu."

Redatores nem consultam Manual de Redação

Um outro caso desconcertante no uso dos pronomes é o do "lhe". Você baixa o programa de antivírus e lá vêm as temidas instruções, com os habituais crimes de lesa-gramática, do tipo "para lhe proteger", semelhante ao de algumas canções que apregoam para "lhe amar". O incansável Eduardo Martins retoma a paciência e lembra aos enfermos da língua a bula gramatical: "Lhe não pode ser usado com verbos diretos, pois substitui a ele, a eles, a você e a vocês: Não o conheço./ Nunca a deixarei./ Nós o convidamos./ O marido a ama./ Dois exemplos com lhe: Pedi-lhe (pedi a ele) o favor./ Ficou contente e lhe (a ele) agradeceu."

Na questão das formas verbais, ele ilustra o que prescreve com um exemplo muito comum: "O Estado interviu", em que o falante ou escrevente errou a conjugação. O certo é "o Estado interveio". "Intervir conjuga-se como vir." Adiante explica outros dois verbos em que muitos tropeçam: mediar e intermediar. É errado "A ONU intermedia conflitos". "Mediar e intermediar seguem odiar: A ONU intermedeia conflitos./ Empresários medeiam negócios."

Eduardo Martins faz muita falta. Especialmente na redação de O Estado de S. Paulo, antes um jornal mais bem cuidado no quesito língua portuguesa. Alguns de seus redatores sequer consultam o seu antológico Manual de Redação e Estilo do Estadão, um guia seguro para escrever bem. Resumão neles, ao menos.
Fonte: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Fique por dentro das novidades do fórum em [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.].
Já pensou em ter seu próprio espaço aqui? Então crie teu [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]!
avatar
Daniela
Idealizadora
Idealizadora

Feminino Sagitário Galo
Primaveras Primaveras : 36
Mensagens Mensagens : 1099

http://cantinhodaeris.wordpress.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Dicas & Curiosidades sobre o idioma português

Mensagem por Novato em Qui 22 Abr 2010, 11:11

Eu nao gosto de portugues, prefiro matematica e fisica mas, achei boas dicas.
avatar
Novato
Notificador
Notificador

Masculino Libra Cabra
Primaveras Primaveras : 26
Mensagens Mensagens : 229

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Dicas & Curiosidades sobre o idioma português

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum