Fórum Sexualidade
Olá, Convidado, seja bem-vindo ao Fórum Sexualidade.

Aqui você terá espaço para falar sobre diversos temas da sexualidade humana sem tabus, podendo compartilhar e aprender com todos os outros membros.

Além disso, você encontrará diversas discussões e informações sobre os mais variados temas da atualidade.

Somente membros podem visualizar alguns assuntos, portanto, não perca tempo e cadastre-se, participe das discussões.

Este fórum é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox 3.6 com a resolução de tela 1024 x 600 ou superior.

Divulgue-nos também.
Atenciosamente,

Equipe do Fórum Sexualidade.

Conectar-se

Esqueci minha senha

Painel do Usuário
Convidado


PAINEL DE USUÁRIO




MENSAGENS PRIVADAS
Últimos assuntos
» Site que envolve arte e sexo
Qui 30 Jul 2015, 08:42 por strubloid

» Arte mais sexo
Qui 30 Jul 2015, 08:40 por strubloid

» Sou doente ou ele já não me quer?
Ter 14 Jul 2015, 09:22 por rqhb

» Mulheres mais velhas gostam mais de sexo do que as mais novas, diz estudo
Sex 24 Abr 2015, 20:08 por Elisa Margotte

» Seguro de mais a ejaculação e acabo não gozando!
Dom 22 Fev 2015, 03:45 por Magusto

» Pílula
Qui 05 Fev 2015, 19:21 por Sofia Matias

» Mostrar o corpo na webcam para ganhar um Dinheiro Extra
Qua 28 Jan 2015, 12:20 por PixudoTesudo

» Preocupação dupla...
Qui 27 Nov 2014, 15:57 por Victor13

» Daniel Denardi, ao seu dispor
Qui 02 Out 2014, 20:56 por dandenardi

Votação

O que pensa sobre aborto:

27% 27% [ 12 ]
11% 11% [ 5 ]
11% 11% [ 5 ]
50% 50% [ 22 ]

Total dos votos : 44

Novidades do Blog
Veja também
Formspring.me

OrkutTwitter

Cantinho da Éris
Visitas

PageRank
Donde vêm

Dossiê mostra uma realidade chocante no estado e no país

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Dossiê mostra uma realidade chocante no estado e no país

Mensagem por Daniela em Sex 07 Maio 2010, 11:07

Caio de Menezes, Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - O aborto clandestino, segunda principal causa de internação de mulheres em idade fértil (10 a 49 anos), foi discutido nesta segunda-feira em audiência pública realizada pela Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e de Cidadania da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Relatório apresentado na reunião mostrou que no estado, o problema grave. Somente em 2008, o Rio somou 15.868 internações motivadas por abortagem insegura.

De acordo com uma das coordenadoras do dossiê, Beatriz Galli, do Instituto Ipas do Brasil, o estudo mostra que os abortos realizados em condições insalubres ou por pessoas despreparadas são um problema grave da saúde pública do estado. Segundo ela, apesar do grande número de casos, parte dos profissionais da rede hospitalar não está preparada para atender às vítimas dos abortos de risco.

– A média anual supera os 15 mil casos. É um problema de saúde cotidiano, com influência direta no sistema de saúde, que não está apto a receber esse tipo de paciente. No estado do Rio, o aborto é a terceira causa de mortalidade materna, atrás apenas de hipertensão arterial e hemorragias – disse. – E o pior: constatamos que as mulheres que procuram as emergências com problemas decorrentes do aborto inseguro são vítimas de preconceito – afirmou.

Beatriz Galli comentou a indicação do estudo, que apontou serem as mulheres negras as que mais sofrem com abortos de risco.

– O determinante racial é muito forte. Negras morrem seis vezes mais que brancas ou pardas, o que indica que há preconceito na hora de fazer o registro das mortes decorrentes de abortos de risco.

Para a médica sanitarista Tizuco Shiraiwa, presidente do Comitê Estadual de Prevenção e Controle de Morte Materna, que também participou da elaboração do dossiê, é preciso que haja investimento maior, pelos municípios, em programas de planejamento familiar.

– Quem coloca um instrumento lesivo, sem assepsia, vai ter uma infecção generalizada. A gravidez indesejada vai existir sempre, mas falta orientação e planejamento – alertou.

Relato

A assistente social Rogéria Peixinho, coordenadora local do dossiê e integrante da Articulação de Mulheres Brasileiras, relatou o caso de uma mulher que morreu depois de “esperar três dias na fila pelo atendimento devido”.

– Ela passou pela triagem, onde foi sendo jogada para o final da fila. Por saberem que se tratava de uma mulher que tinha feito um aborto de risco, a negligenciaram – afirmou.
Fonte: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Um assunto muito sério: o aborto ilegal no Brasil. Que prejudica milhares de mulheres pobres, pois as ricas vão aos países onde o aborto é legal para fazê-lo com segurança.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Fique por dentro das novidades do fórum em [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.].
Já pensou em ter seu próprio espaço aqui? Então crie teu [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]!
avatar
Daniela
Idealizadora
Idealizadora

Feminino Sagitário Galo
Primaveras Primaveras : 36
Mensagens Mensagens : 1099

http://cantinhodaeris.wordpress.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Dossiê mostra uma realidade chocante no estado e no país

Mensagem por Leleca em Sex 07 Maio 2010, 11:45

Nossa! Nao sabia de nada disso! algo precisa ser feito realmente ja que tantas pessoas morrem e a criminalizaçao nao inibiu o aborto.
avatar
Leleca
Estagiário
Estagiário

Feminino Leão Cavalo
Primaveras Primaveras : 27
Mensagens Mensagens : 108

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum