Fórum Sexualidade
Olá, Convidado, seja bem-vindo ao Fórum Sexualidade.

Aqui você terá espaço para falar sobre diversos temas da sexualidade humana sem tabus, podendo compartilhar e aprender com todos os outros membros.

Além disso, você encontrará diversas discussões e informações sobre os mais variados temas da atualidade.

Somente membros podem visualizar alguns assuntos, portanto, não perca tempo e cadastre-se, participe das discussões.

Este fórum é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox 3.6 com a resolução de tela 1024 x 600 ou superior.

Divulgue-nos também.
Atenciosamente,

Equipe do Fórum Sexualidade.

Conectar-se

Esqueci minha senha

Painel do Usuário
Convidado


PAINEL DE USUÁRIO




MENSAGENS PRIVADAS
Últimos assuntos
» Site que envolve arte e sexo
Qui 30 Jul 2015, 08:42 por strubloid

» Arte mais sexo
Qui 30 Jul 2015, 08:40 por strubloid

» Sou doente ou ele já não me quer?
Ter 14 Jul 2015, 09:22 por rqhb

» Mulheres mais velhas gostam mais de sexo do que as mais novas, diz estudo
Sex 24 Abr 2015, 20:08 por Elisa Margotte

» Seguro de mais a ejaculação e acabo não gozando!
Dom 22 Fev 2015, 03:45 por Magusto

» Pílula
Qui 05 Fev 2015, 19:21 por Sofia Matias

» Mostrar o corpo na webcam para ganhar um Dinheiro Extra
Qua 28 Jan 2015, 12:20 por PixudoTesudo

» Preocupação dupla...
Qui 27 Nov 2014, 15:57 por Victor13

» Daniel Denardi, ao seu dispor
Qui 02 Out 2014, 20:56 por dandenardi

Votação

O que pensa sobre aborto:

27% 27% [ 12 ]
11% 11% [ 5 ]
11% 11% [ 5 ]
50% 50% [ 22 ]

Total dos votos : 44

Novidades do Blog
Veja também
Formspring.me

OrkutTwitter

Cantinho da Éris
Visitas

PageRank
Donde vêm

Viagra feminino pode ser lançado no fim de 2011

Ir em baixo

Viagra feminino pode ser lançado no fim de 2011

Mensagem por Daniela em Ter 01 Jun 2010, 11:09

Cinquenta anos depois da pílula anticoncepcional entrar no mercado mundial e revolucionar a vida sexual feminina, um novo comprimido desponta como promessa de ser um marco na relação entre as mulheres e o sexo.
A aposta da indústria farmacêutica é de que em dezembro de 2011 o “viagra da mulher” seja lançado no Brasil, atendendo à expectativa por uma droga capaz de amenizar a disfunção sexual grave presente na vida de uma em cada 10 mulheres, segundo inquérito feito com 31 mil pessoas do sexo feminino e publicado na revista científica do Colégio Americano de Ginecologistas e Obstetras.

Se o novo medicamento for aprovado pela minuciosa avaliação das agências sanitárias e reguladoras do mundo – a primeira reunião para a discussão de aprovação do remédio está marcada para o dia 18 de junho na agência reguladora dos Estados Unidos da América, o FDA – será a terceira “geração” de pílulas que chega com o intuito causar um grande impacto na vida sexual.

Um, dois, três

A primeira cápsula “revolucionária” foi a que permitiu as mulheres decidirem quando ou não engravidar. Os anticoncepcionais trouxeram a possibilidade para elas do sexo ser pensado com o foco no prazer e não apenas em caráter reprodutivo, segundo a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo). Esta pílula completa agora em 2010 o 50º aniversário e em pesquisa feita com 500 mulheres do País, 33% delas acreditam que o comprimido trouxe melhoras à qualidade da vida sexual.

A segunda geração da pílula transformadoras do sexo foi criada para corrigir a disfunção erétil dos homens. Os medicamentos do tipo (Viagra, Cialis e Levitra) começaram a chegar no Brasil em 1998, trouxeram de volta a ereção comprometida em cerca de 30% dos homens (de acordo com dados do Programa de Sexualidade do Instituto de Psiquiatria da USP, o percentual aumenta com o passar da idade) e reacenderam a vida sexual masculina, em especial após os 60 anos. A revolução foi tanta que a possibilidade de produção de genéricos do Viagra – este ano a Justiça autorizou a quebra da patente do medicamento – projeta mais transformações sexuais.

Pílula do equilíbrio?

A projeção de revolução com a chegada da terceira pílula ligada à atividade sexual é, justamente, pelo fato das pílulas “azuis” terem impulsionado o desejo e prazer só dos homens. Por isso, parte dos especialistas comemora a possível chegada de um medicamento que pode corrigir o “desequilíbrio”.

“Havia um viés machista na ciência de que medicamentos relacionados ao sexo para mulher só deveriam atuar na questão da reprodução. Não existiam medicamentos, e nem a vontade de desenvolver algum, para a mulher melhorar o prazer por causa de alguma disfunção”, afirma Gérson Lopes, ginecologista e sexólogo, presidente da comissão de sexualidade da Febrasgo. “Essa possibilidade que pinta agora (a chegada do novo medicamento) é, portanto, um grande avanço”, afirma.

Lopes pondera que a sexualidade da mulher é muito diferente, e bem mais complexa, do que a do homem. “Se a mulher não tem desejo pelo marido porque ele a agride, por exemplo, não será um medicamento que vai aumentar o prazer com ele. A ação (da droga) é em uma disfunção orgânica”, diz.

Já a psicanalista Dorli Kamkhagi, especializada em estudo gêneros do Hospital das Clínicas de São Paulo e colunista do Delas, opina que a própria constatação de que a sexualidade feminina envolve muito mais do que fatores químicos e desempenho físico leva à avaliação de que uma pílula não será capaz de contemplar todas as áreas que envolvem o desejo feminino.

“Entre as mulheres, é muito restrito você tratar a sexualidade como uma doença, resolvida com medicamento. A minha experiência mostra que quando existem problemas relacionados ao sexo, a paciente precisa descobrir o seu desejo, os modelos sociais que não está satisfeita, a posição na sociedade e uma série de outros pontos.”

O medicamento

O medicamento que pode – ou não – ser influente na disfunção sexual feminina é feito com a substância flibanserina, inicialmente estudada para atuar em quadros depressivos. O laboratório Boehringer Ingelheim afirma que o produto apresentou respostas no tratamento de desejo sexual hipoativo (popularmente chamado de frigidez). "Restabeleceu o equilíbrio de neurotransmissores envolvidos na resposta sexual, aumentando de forma significativa o desejo sexual e o número de eventos sexuais satisfatórios, ao mesmo tempo que diminui a insatisfação pessoal e promove um benefício geral percebido pelas pacientes que sofrem de tal condição”, afirmou o laboratório por e-mail em pesquisa feita com mais de cinco mil mulheres.

Desta forma, a farmacêutica tenta agora a aprovação do medicamento para ser comercializado como o primeiro, sem ser hormonal, que atua no desejo feminino. O público estudado para ser beneficiado pela possível droga é entre 18 e 50 anos, antes da menopausa.

As avaliações para a aprovação da droga correm em sigilo, afirma a Boehringer Ingelheim, mas “a expectativa de lançamento do produto no Brasil é até o final de 2011”, disse a empresa. O presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Dirceu Raposo de Melo, informou que o trâmite – para a aprovação ou não – ainda não começou em território nacional.

Diagnóstico do transtorno

Pela pesquisa feita com 31.581 mulheres dos Estados Unidos, os problemas complexos com a sexualidade (queixas sobre orgasmos, desejo e apetite sexual) foram relatados por 12% das pesquisadas. A idade mais prevalente foi entre 45 e 64 anos (14,8%). Entre as mais velhas, 8,9% relataram queixas de desejo e desempenho e, nas mais novas de 45 anos, 10,8% foram enquadradas como em disfunção sexual.

Na pesquisa, publicada em 2008 no caderno científico do Colégio Americano de Ginecologistas e Obstetras, a disfunção sexual feminina foi associada a fatores como depressão, ansiedade, problemas na tireoide e incontinência urinária.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Fique por dentro das novidades do fórum em [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.].
Já pensou em ter seu próprio espaço aqui? Então crie teu [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]!
avatar
Daniela
Idealizadora
Idealizadora

Feminino Sagitário Galo
Primaveras Primaveras : 36
Mensagens Mensagens : 1099

http://cantinhodaeris.wordpress.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Viagra feminino pode ser lançado no fim de 2011

Mensagem por Novato em Qua 02 Jun 2010, 15:44

Uma boa noticias pras mulheres!
avatar
Novato
Notificador
Notificador

Masculino Libra Cabra
Primaveras Primaveras : 26
Mensagens Mensagens : 229

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum