Fórum Sexualidade
Olá, Convidado, seja bem-vindo ao Fórum Sexualidade.

Aqui você terá espaço para falar sobre diversos temas da sexualidade humana sem tabus, podendo compartilhar e aprender com todos os outros membros.

Além disso, você encontrará diversas discussões e informações sobre os mais variados temas da atualidade.

Somente membros podem visualizar alguns assuntos, portanto, não perca tempo e cadastre-se, participe das discussões.

Este fórum é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox 3.6 com a resolução de tela 1024 x 600 ou superior.

Divulgue-nos também.
Atenciosamente,

Equipe do Fórum Sexualidade.

Conectar-se

Esqueci minha senha

Painel do Usuário
Convidado


PAINEL DE USUÁRIO




MENSAGENS PRIVADAS
Últimos assuntos
» Site que envolve arte e sexo
Qui 30 Jul 2015, 08:42 por strubloid

» Arte mais sexo
Qui 30 Jul 2015, 08:40 por strubloid

» Sou doente ou ele já não me quer?
Ter 14 Jul 2015, 09:22 por rqhb

» Mulheres mais velhas gostam mais de sexo do que as mais novas, diz estudo
Sex 24 Abr 2015, 20:08 por Elisa Margotte

» Seguro de mais a ejaculação e acabo não gozando!
Dom 22 Fev 2015, 03:45 por Magusto

» Pílula
Qui 05 Fev 2015, 19:21 por Sofia Matias

» Mostrar o corpo na webcam para ganhar um Dinheiro Extra
Qua 28 Jan 2015, 12:20 por PixudoTesudo

» Preocupação dupla...
Qui 27 Nov 2014, 15:57 por Victor13

» Daniel Denardi, ao seu dispor
Qui 02 Out 2014, 20:56 por dandenardi

Votação

O que pensa sobre aborto:

27% 27% [ 12 ]
11% 11% [ 5 ]
11% 11% [ 5 ]
50% 50% [ 22 ]

Total dos votos : 44

Novidades do Blog
Veja também
Formspring.me

OrkutTwitter

Cantinho da Éris
Visitas

PageRank
Donde vêm

Filme - O último verão da inocência

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Filme - O último verão da inocência

Mensagem por Carlos em Ter 29 Jun 2010, 11:17

Tratando da sexualidade feminina na pré-adolescência, Julia Solomonoff realiza com "O Último Verão de La Boyita" uma obra sensível e comovente sobre gênero e identidade

Somos todos iguais, porém completamente diferentes. É em cima dessa complexidade que Julia Solomonoff desenvolve seu segundo filme, "O Último Verão de La Boyita", uma obra que compõe um sensível painel sobre o gênero humano - as diferenças estabelecidas não apenas entre homens e mulheres, mas especialmente entre cada uma das pessoas.

As transformações físicas características da pré-adolescência entre meninos e meninas, quando a sexualidade começa a fazer sua primeiras atribulações, é período estacionário do filme. Mas o enredo de Julia Solomonoff vai muito além, ao inserir os adultos na composição desse painel sobre a diversidade humana.

A personagem motivadora das descobertas das similaridade do corpo feminino e das diferenças humanas se chama Jorgelina (Guadalupe Alonso) e tem apenas 13 anos. Ela estranha porque sua irmã mais velha, Luciana (Maria Clara Merendino), a evita, passa a fechar a porta do banheiro e a preferir a companhia da amiga com a sua mesma idade. As brigas, então, passam a ser constantes.

A família, por seu turno, também não vai bem. Há uma tensão entre os seus pais. Enquanto a mãe vai com Luciana para a praia, o pai leva Jorgelina para uma temporada na fazenda da família no interior. Lá, ela anseia reencontrar Mário (Nicolas Treise), o filho dos agricultores do lugar que lhe fez companhia no último verão.

Mas Mário, para sua decepção, está diferente: trabalha arduamente na fazenda e agora tem 14 anos. Um dia, ao retornarem de um passeio no rio, no qual ele se recusa a entrar, ela nota uma mancha de sangue na sela do cavalo e, também, na calça dele. Perguntado, ele diz não saber se tem algum sangramento. É o início da jornada de Jorgelina na busca pelo entendimento sobre o corpo e as suas diferenças entre meninos e meninas.

O filme de Julia pode ser dividido em duas partes. Na primeira, salientam-se as questões relacionadas à pré-adolescência; na segunda, a intimidade, o entendimento e o amadurecimento. A intimidade de Mário e a percepção das coisas e o início do processo de amadurecimento por parte de Jorgelina (cujo nome, evidencie-se, trafega entre o masculino e o feminino).

Em paralelo, o filme abre espaço para uma observação sutil do mundo dos adultos, a partir do momento em que o pai da garota (Gabo Correa) entra em cena. A diversidade, a mais importante característica humana, ganha, na película de Júlia, a oportunidade de ser analisada em confronto com a inocência e caráter de identidade.

Dois pequenos momentos identificam as transformações em Mário. A rapidíssima cena em que o pai, no meio da noite, dá-lhe uma surra com algo que se assemelha às rédeas de um cavalo sinaliza o momento da perda de sua inocência, a qual, mais tarde, vai ser complementada com a busca da liberdade e a retomada de sua identidade ao sumir, na estrada, a galope no cavalo do pai.

Mundos diferentes

Chamam a atenção, no filme de Julia, as distinções entre educação e ignorância no mundo dos adultos. Eduardo, o pai de Jorgelina, busca uma explicação e entendimento, com a mãe de Mário, sobre o menino ter sido criado como uma menina. Não há uma explicação plausível, mas a cena em que Mário é espancado pelo pai, após revelada a sua verdadeira sexualidade, traz perturbadoras indagações.

´´O Último Verão de La Boyita" (La Boyita, o ,"treiler" da família) distingue privacidade, intimidade, pré-adolescência e suas transformações, sexualidade e identidade, conhecimento e ignorância e, por fim, o mundo dos adultos. Uma exposição serena, poética e sensível desenvolvida ao longo de 90 minutos. Não esquecer do relevante cenário da natureza bucólica que dá vida a todos os personagens e acontecimentos, em um filme que se constitui num desvendamento da complexidade da natureza humana. Mas o admirável na obra é promover no espectador a percepção de residir nas diferenças o entendimento dessa complexidade. Solomonoff criou uma obra notável sobre a tragédia e a grandeza de nossas identidades e diferenças.

HOJE NO CINE CEARÁ

14H
Mostra Diásporas, no Espaço Unibanco 2 (Dragão do Mar): "Balseros"

16H
Mostra "Memórias do Muro", no Espaço Unibanco 2: "Pelos nossos filhos", "O destino de um soldado de fronteira". Mostra Ruy Guerra, no Espaço Unibanco 1: "Ópera do Malandro" (1986)

19h30
Mostras competitivas, no Centro Cultural Sesc Luiz Severiano Ribeiro. Curtas: "Avós", Michael Wahrmann; "Um lugar Comum", Jonas Brandão; "Os Amigos Bizarros do Ricardinho", Augusto Canani. Longa: "O último verão de la Boyita"

MAIS INFORMAÇÕES:
O Último Verão de La Boyita (El ultimo verano de La Boyita, Espanha-Argentina, 2009), de Julia Solomonoff, com Guadalupe Alonso, Nicolás Treise, Gabo Correa e Mirella Pascual.
Diário do Nordeste


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Nós oferecemos vários serviços aos membros que participam ativamente, [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]!
avatar
Carlos
Diplomata
Diplomata

Masculino Aquário Cabra
Primaveras Primaveras : 37
Mensagens Mensagens : 252

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Filme - O último verão da inocência

Mensagem por sexyboy em Ter 29 Jun 2010, 12:08

Só terá sessão do filme no nordeste, que coisa... se bem que lá precisam mais mesmo.
avatar
sexyboy
Destaque
Destaque

Masculino Touro Búfalo
Primaveras Primaveras : 32
Mensagens Mensagens : 152

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum