Fórum Sexualidade
Olá, Convidado, seja bem-vindo ao Fórum Sexualidade.

Aqui você terá espaço para falar sobre diversos temas da sexualidade humana sem tabus, podendo compartilhar e aprender com todos os outros membros.

Além disso, você encontrará diversas discussões e informações sobre os mais variados temas da atualidade.

Somente membros podem visualizar alguns assuntos, portanto, não perca tempo e cadastre-se, participe das discussões.

Este fórum é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox 3.6 com a resolução de tela 1024 x 600 ou superior.

Divulgue-nos também.
Atenciosamente,

Equipe do Fórum Sexualidade.

Conectar-se

Esqueci minha senha

Painel do Usuário
Convidado


PAINEL DE USUÁRIO




MENSAGENS PRIVADAS
Últimos assuntos
» Site que envolve arte e sexo
Qui 30 Jul 2015, 08:42 por strubloid

» Arte mais sexo
Qui 30 Jul 2015, 08:40 por strubloid

» Sou doente ou ele já não me quer?
Ter 14 Jul 2015, 09:22 por rqhb

» Mulheres mais velhas gostam mais de sexo do que as mais novas, diz estudo
Sex 24 Abr 2015, 20:08 por Elisa Margotte

» Seguro de mais a ejaculação e acabo não gozando!
Dom 22 Fev 2015, 03:45 por Magusto

» Pílula
Qui 05 Fev 2015, 19:21 por Sofia Matias

» Mostrar o corpo na webcam para ganhar um Dinheiro Extra
Qua 28 Jan 2015, 12:20 por PixudoTesudo

» Preocupação dupla...
Qui 27 Nov 2014, 15:57 por Victor13

» Daniel Denardi, ao seu dispor
Qui 02 Out 2014, 20:56 por dandenardi

Votação

O que pensa sobre aborto:

27% 27% [ 12 ]
11% 11% [ 5 ]
11% 11% [ 5 ]
50% 50% [ 22 ]

Total dos votos : 44

Novidades do Blog
Veja também
Formspring.me

OrkutTwitter

Cantinho da Éris
Visitas

PageRank
Donde vêm

Casos de hepatite cresceram em até 5.375%

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Casos de hepatite cresceram em até 5.375%

Mensagem por Novato em Sex 30 Jul 2010, 11:57

O número de casos de todos os tipos de hepatite cresceu bastante em todas as regiões brasileiras, entre 1999 e 2009. Os registros de hepatite A, doença contraída a partir da ingestão de alimentos e água contaminada, subiram mais de 1.000% neste período.

No caso da hepatite B, transmitida principalmente por relações sexuais, o aumento foi de quase 3.000%. E nos números da hepatite C, a que mais mata no Brasil - e é transmitida em maior medida por transfusão de sangue -, o salto foi de 5.375%.

No período de dez anos, 20.073 pessoas morreram de hepatite no Brasil, de acordo com dados divulgados ontem pelo Ministério da Saúde.

Centro-Oeste registrou maior aumento de hepatites A e B

A hepatite A acomete, ao todo, 179.522 brasileiros - a maioria (88.533) pessoas com menos de 13 anos de idade. A região que mais registrou aumento nos casos de hepatite A foi o Centro-Oeste, que passou de 58 casos para 1.399, um incremento de 2.312%.

Já a hepatite B foi detectada até hoje em 96.044 pacientes. Novamente o Centro-Oeste se destacou no incremento de casos, passando de apenas cinco em 1999 para 1.709 no ano passado (34.000% a mais).

Os casos de hepatite C - 60.908 em todo o Brasil - cresceram mais no Nordeste, que registrou apenas um doente em 1999 e 639 no ano passado (63.800% a mais).

Nem sempre o problema é diagnosticado, já que o vírus pode levar décadas para se manifestar. Sendo assim, a Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que um número bem maior de brasileiros esteja contaminado sem saber. Para a hepatite B, a estimativa da OMS é que pelo menos dois milhões a tenham, e para hepatite C a estimativa é que três milhões sejam portadores no país.

Uma das causas do aumento dos casos pode estar relacionada à diminuição do uso de preservativos, já que as relações sexuais desprotegidas são importantes fontes de contágio.

- Houve queda no uso de preservativos em todas as faixas etárias - reconheceu Mariângela Simão, diretora do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do ministério.

Hepatite B atinge os mais jovens

O perfil dos portadores das diferentes hepatites varia. Como a B está ligada à sexualidade, os jovens adultos são o público-alvo. Já a hepatite C atinge grupos mais velhos, em especial aqueles que receberam doações de sangue até a década de 1980. Mariângela observou que esta última é uma doença silenciosa e contra a qual não há vacina.

A estratégia anunciada ontem, Dia Mundial do Combate a Hepatites Virais, pelo ministro da Saúde, José Gomes Temporão, é aumentar a oferta de vacinas contra a hepatite B em 163% no ano que vem. A imunização, hoje oferecida somente aos menores de 19 anos, será ampliada para jovens de até 24 anos em 2011; em 2012, para os de até 29 anos. Em relação à hepatite C, a meta do governo é investir na prevenção. No ano que vem, será realizada uma campanha nacional de combate à doença, e os postos de atendimentos aos pacientes passarão a distribuir preservativos.

- Os números apontam para a necessidade de que especifiquemos ações de combate a essas doenças. E o governo vem investindo no combate às hepatites virais. No terceiro trimestre de 2010, 8.000 pacientes estarão em tratamento para hepatite B, e 10.500 para hepatite C - disse Temporão.

Desafio é aumentar número de testes no país

Para o presidente da Sociedade Brasileira de Hepatologias, Raimundo Paraná, um dos grandes desafios é aumentar o número de testes no Brasil. Segundo o ministério, em 2009 foram feitos 9 milhões de exames, mas nem todas as unidades de saúde do SUS estão preparadas para oferecer o teste. Esta é uma das metas do governo anunciadas ontem.

Presentes à solenidade, os ex-craques da seleção de 70 Jairzinho, Félix e Paulo César Caju entregaram a Temporão uma camisa da seleção. Os jogadores daquela época fizeram parte de um grupo de risco por conta de práticas comuns nos vestiários como o uso de uma mesma seringa para injetar medicamentos nos atletas com infiltração.
Fonte: O Globo
avatar
Novato
Notificador
Notificador

Masculino Libra Cabra
Primaveras Primaveras : 25
Mensagens Mensagens : 229

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum