Fórum Sexualidade
Olá, Convidado, seja bem-vindo ao Fórum Sexualidade.

Aqui você terá espaço para falar sobre diversos temas da sexualidade humana sem tabus, podendo compartilhar e aprender com todos os outros membros.

Além disso, você encontrará diversas discussões e informações sobre os mais variados temas da atualidade.

Somente membros podem visualizar alguns assuntos, portanto, não perca tempo e cadastre-se, participe das discussões.

Este fórum é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox 3.6 com a resolução de tela 1024 x 600 ou superior.

Divulgue-nos também.
Atenciosamente,

Equipe do Fórum Sexualidade.

Conectar-se

Esqueci minha senha

Painel do Usuário
Convidado


PAINEL DE USUÁRIO




MENSAGENS PRIVADAS
Últimos assuntos
» Site que envolve arte e sexo
Qui 30 Jul 2015, 08:42 por strubloid

» Arte mais sexo
Qui 30 Jul 2015, 08:40 por strubloid

» Sou doente ou ele já não me quer?
Ter 14 Jul 2015, 09:22 por rqhb

» Mulheres mais velhas gostam mais de sexo do que as mais novas, diz estudo
Sex 24 Abr 2015, 20:08 por Elisa Margotte

» Seguro de mais a ejaculação e acabo não gozando!
Dom 22 Fev 2015, 03:45 por Magusto

» Pílula
Qui 05 Fev 2015, 19:21 por Sofia Matias

» Mostrar o corpo na webcam para ganhar um Dinheiro Extra
Qua 28 Jan 2015, 12:20 por PixudoTesudo

» Preocupação dupla...
Qui 27 Nov 2014, 15:57 por Victor13

» Daniel Denardi, ao seu dispor
Qui 02 Out 2014, 20:56 por dandenardi

Votação

O que pensa sobre aborto:

27% 27% [ 12 ]
11% 11% [ 5 ]
11% 11% [ 5 ]
50% 50% [ 22 ]

Total dos votos : 44

Novidades do Blog
Veja também
Formspring.me

OrkutTwitter

Cantinho da Éris
Visitas

PageRank
Donde vêm

Casamento gay busca aceitação na África do Sul

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Casamento gay busca aceitação na África do Sul

Mensagem por Novato em Seg 09 Ago 2010, 13:17

Foi outro casamento perfeito ao pé da Montanha da Mesa, recorda o reverendo Daniel Brits. Dentro da capela, uma mulher cantou "Wind Beneath My Wings", antes que ele pedisse ao nervoso casal que repetisse seus votos diante da família e de amigos há algumas semanas.

O fato dos noivos serem dois homens surpreendeu poucos convidados.

Para Brits, era apenas mais um dia de trabalho. Afinal de contas, ele diz ter casado mais de 500 casais gays nos últimos quatro anos desde que a África do Sul se tornou o primeiro país do hemisfério a legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo, uma distinção que só terminou este mês, quando a Argentina fez o mesmo.

Mais de 3 mil casais do mesmo sexo se casaram na África do Sul, com cerca de metade dos casais incluindo pelo menos um estrangeiro, afirma o governo.

A lei que autoriza a união entre pessoas do mesmo sexo começou a abrir caminho para uma maior tolerância à homossexualidade, alegam os defensores, e os casamentos impulsionaram as empresas de festas de casamento.

"O Apartheid suprimia a tolerância, mas uma vez que ele acabou a nossa sociedade mudou muito rápido e a maioria das pessoas apenas segue o fluxo", disse Brits.

As proteções legais na África do Sul estão em forte contraste com o sentimento antihomossexual que foi visto recentemente em outras partes da África, seja no julgamento de um casal gay no Malawi ou na proposta legislativa para tornar a homossexualidade um crime capital em Uganda.

Mas mesmo conforme os defensores dos direitos humanos elogiam a abertura legal do país e o crescimento econômico que tem acompanhado o turismo para casamento de pessoas do mesmo sexo, eles temem que a lei, como tantos aspectos da promessa de prosperidade da nova África do Sul, tem deixado de lado muitos dos cidadãos do país, principalmente os negros.

Anthony Manion, diretor do grupo Ação de Memória para Gays e Lésbicas, disse que a lei não beneficia os negros que vivem nos bairros pobres que se estendem por quilômetros na Cidade do Cabo e em Johanesburgo. Neles, gays e lésbicas são muitas vezes vítimas de discriminação e violência.

Os defensores dos grupos homossexuais dizem que um número cada vez maior de lésbicas se tornou vítima dos chamados estupros corretivos, que visam livrá-las de sua orientação sexual. Mas para muitos casais de gays e lésbicas estrangeiros, a África do Sul oferece uma tolerância legal muitas vezes negada em seus próprios países.

Em 2007, o americano Damon Bolden se casou com seu parceiro no Constitution Hill, uma antiga prisão do Apartheid que agora abriga a Corte Constitucional da África do Sul e vários grupos de direitos humanos.

"Foi uma honra casar em uma democracia tão jovem e progressista", disse Bolden em Nova York. "Se isso pode acontecer lá, também pode acontecer aqui".
Fonte: Ultimo Segundo
avatar
Novato
Notificador
Notificador

Masculino Libra Cabra
Primaveras Primaveras : 25
Mensagens Mensagens : 229

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum